Uber contrata veterano da NASA para desenvolver carros voadores

Jurassic Team Uber contrata veterano da NASA para desenvolver carros voadores

Mark Moore, um engenheiro que trabalhou durante 30 anos na NASA, é o mais novo contratado da Uber. Ele vai assumir o cargo de diretor de engenharia em uma iniciativa que pretende criar um carro voador, conhecida como Uber Elevate.

Apesar de a novidade ter feito muitos curiosos esticarem o pescoço, a empresa de transporte privado ainda não está construindo, de fato, o seu carro voador. De acordo com um white paper divulgado em outubro de 2016, a Uber estabeleceu uma visão radical para táxis voadores e listou alguns desafios que este possível serviço poderia enfrentar no futuro.

O Uber Elevate prevê a adoção de veículos de decolagem e aterrissagem vertical (VTOL) para ajudar passageiros no deslocamento de casa para o trabalho. Com isso, a ideia da empresa é fazer com que as pessoas não fiquem mais presas em engarrafamentos e possam chegar ao serviço em cerca de 15 minutos. Além disso, a companhia destaca que os veículos seriam capazes de transportar “várias pessoas” ao mesmo tempo, atingir até 240 km/h e percorrer até 160 quilômetros com uma única carga. 

Moore teve acesso aos documentos da Uber e disse estar impressionado com a visão da empresa e seu potencial impacto na sociedade. É claro que o experiente engenheiro reconheceu que existem muitos obstáculos à frente, e eles não são apenas técnicos. As restrições de tráfego aéreo e os altos preços praticados pelos fornecedores da indústria aeronáutica ainda são empecilhos que precisam ser resolvidos.

“A Uber continua enxergando o seu papel como um catalisador para o crescente desenvolvimento do ecossistema de VTOL “, disse Nikhil Goel, Chefe de Produto para Programas Avançados, por meio de um comunicado. “Estamos entusiasmados por Mark se juntar a nós para trabalhar com empresas e partes interessadas, enquanto continuamos explorando o caso de uso descrito no nosso white paper”.

Moore deixou a NASA um ano antes de se tornar elegível para a aposentadoria, desistindo de uma parte significativa da sua pensão e cuidados de saúde gratuitos para o resto da vida. Sem dúvidas, sua aposta na Uber está sendo bem alta.

Fonte: Bloomberg